Agora com menos equipamentos, o Peugeot 308 ainda é uma boa para a compra PCD? Vale a pena esperar o Fiat Argo?

Leitor está com as dúvidas acima e pediu orientação do Guru dos Carros
Fiat Argo 2018

Fiat Argo 2018 | Imagem: Divulgação

Bom dia, César! Acompanho sua página e parabéns pelo ótimo trabalho! Estou tirando meu primeiro carro com isenção e, para ser sincero, já havia decidido arriscar em um 308 pois fiz o test drive e adorei. Entretanto, fui informado esta semana que aquele 308 completo não será mais oferecido e a versão 2017 será com rodas 16, sem teto, sem central multimídia, sem sensor de ré (na antiga era câmera de ré) e terá menos air bags. Aí a dúvida voltou! Agora te pergunto, o 308 ainda vale a pena mesmo sem todos esses opcionais (está próximo agora do 408 Business)? Apesar de carros de estilos completamente diferentes, voltei a considerar Creta e Corolla. Correndo por fora e, mesmo não sendo fã de Fiat, ainda estou aguardando também o lançamento do Argo. Acha que vale a pena esperar? Me dá uma luz...Obrigado! - pergunta enviada por Aurelio Queiroz 

Aurelio obrigado por enviar sua pergunta e participar do Guru dos Carros

De fato com as reduções nos equipamentos oferecidos em sua versão para o público PCD, a Peugeot tira o grande brilho que tornava o 308 uma das compras mais interessantes no momento para esse perfil de público. O que poderá ocorrer é a Peugeot ao menos compensar essa retirada de equipamentos com um preço mais competitivo do modelo, algo que ainda teremos que aguardar. De qualquer forma, Aurelio, de fato também concordo com você e julgo mais interessante partir para outro modelo em sua compra com isenção. 

Entre o Toyota Corolla e o Hyundai Creta, considero o SUV compacto uma opção mais interessante em especial quando colocamos lado a lado as versões PCD de cada um deles. O Corolla, apesar da notória evolução na linha 2018 ao sair de fábrica com 7 airbags e os controles de tração e estabilidade, sua configuração PCD (GLi tecido) é básica demais. O modelo não traz sequer rádio como item de série. Para equipar o modelo com o mínimo que se espera de um carro nessa categoria, você teria que fazer um grande investimento em acessórios. 

O Hyundai Creta Attitude 1.6 automático, versão exclusiva para o público PCD, tem a vantagem de contar com os controles de tração e estabilidade e ainda sai de fábrica com o mínimo que espera em termos de equipamentos, como sistema de som, rodas de liga leve, controlador de velocidade, ar-condicionado, trio elétrico... enfim, um pacote bem mais honesto. Além disso, o Creta ainda conta com start-stop, recurso que desliga automaticamente o motor quando o carro encontra-se parado, ajudando a reduzir o consumo, e o modelo oferece bom espaço interno e um porta-malas generoso.

Sobre o Fiat Argo, considerando que você já não é fã da Fiat, não creio que a espera seja muito justificada no seu caso. Provavelmente ele terá opções 1.3 com o câmbio robotizado Dualogic, além da já confirmada 1.8 com o câmbio automático de 6 marchas, sendo que ambas poderão ser adquiridas com isenção (talvez a 1.8 topo de linha possa ultrapassar os R$ 70.000). A Fiat provavelmente deverá colocar recursos como o start-stop no Argo 1.8 (mesmo conjunto mecânico do Jeep Renegade), mas resta saber se a combinação entregará bom nível de eficiência.

Apesar da promessa de bom espaço interno e porta-malas com capacidade na casa de 350 litros, o Hyundai Creta entrega um conjunto superior em termos de porte e espaço. 

Logo, Aurélio, considero que ao optar pelo Hyundai Creta você fará uma boa escolha. 

Espero ter ajudado! 

Pergunte para o Guru dos Carros!

Tem uma dúvida a respeito de um veículo que está interessado? Envie sua questão para o Guru!


Clique no botão abaixo e acesse o formulário.

Pergunte para o Guru