Ainda vale a pena comprar um Chevrolet Cruze?

Leitor deseja gastar por volta de R$ 140 mil e pediu nossa análise
Chevrolet Cruze 2021

Chevrolet Cruze 2021 | Imagem: Divulgação

Ainda vale a pena comprar um Chevrolet Cruze zero? - pergunta enviada por Lucas

Lucas obrigado por enviar sua pergunta e participar do Guru dos Carros

Olhando do ponto de vista do custo-benefício, creio que o Chevrolet Cruze ainda desponta sim como uma boa opção dentro do segmento de sedãs médios. 

A configuração topo de linha do modelo, Premier, hoje gravitando em R$ 140 mil, é um bom exemplo. 

Por esse valor, o Cruze já sai de fábrica com recursos avançados como o assistente de estacionamento, monitoramento de pontos cegos, assistente de permanência em faixa, farol alto automático e o importante alerta de colisão com frenagem autônoma de emergência. 

Se olharmos para a concorrência, o Volkswagen Jetta, que está alternando o terceiro lugar em vendas no segmento com o Cruze no começo deste ano, está longe de oferecer o mesmo nível de sofisticação na lista de itens de série. O VW parte de R$ 137.720 na versão Comfortline com motor 1.4 TSI e não vai além do que encontramos na média dos representantes do segmento, como 6 airbags, ar-condicionado automático digital, revestimento interno de couro, entre outros. Como diferenciais, o Jetta Comfortline traz apenas o painel de instrumentos digital e o seletor dos modos de condução (Normal, Esporte, Eco e Individual). 

O Chevrolet Cruze já entrou na era do downsizing e, acompanhando os rivais, aposta em um motor compacto (1.4) com sobrealimentação e injeção direta para oferecer ótima performance alinhada a um consumo moderado. O sedã também conta com start-stop para ajudar na redução do consumo urbano. 

No caso do líder Toyota Corolla, entre a versão XEi (R$ 129.190) e a Altis Premium (R$ 151.090) temos um salto financeiro considerável. 

Se você pode arcar com um preço acima dos R$ 150 mil, aí considero que é mais interessante migrar de vez para o Corolla em seu catálogo não eletrificado mais completo. 

Além de um conjunto mecânico avançado, com destaque para a presença da suspensão independente nas quatro rodas (multibraço no eixo traseiro), a geração mais recente do Corolla tem no eficiente motor 2.0 Dynamic Force um competente aliado. 

O Corolla Altis Premium traz um robusto pacote de tecnologia, oferecendo também o alerta de colisão com frenagem autônoma de emergência, além de 7 airbags, controle adaptativo de velocidade de cruzeiro, aviso de mudança involuntária de faixa, farol alto automático, entre outros. 

Em resumo, dentro do teto de R$ 140 mil ainda considero o Chevrolet Cruze uma opção bastante válida entre os sedãs médios. Já se o orçamento está mais folgado e você não abre mão de um nível de tecnologia superior, o Toyota Corolla Altis Premium 2.0 é uma excelente escolha. 

Espero ter ajudado! 

Pergunte para o Guru dos Carros!

Tem uma dúvida a respeito de um veículo que está interessado? Envie sua questão para o Guru!


Clique no botão abaixo e acesse o formulário.

Pergunte para o Guru