Com reposicionamento de gama, devo comprar o Tracker LTZ com motor 1.0 Turbo?

Leitor ficou com a dúvida acima e pediu nossa ajuda para definir a compra do SUV compacto da Chevrolet
Chevrolet Tracker 2021

Chevrolet Tracker 2021 | Imagem: Divulgação

Bom dia, César. Havia mandado uma pergunta para você pedindo uma sugestão de compra. A minha dúvida estava entre comprar um Nivus Comfortline OU uma Tracker LTZ (1.2). Agradeço pela resposta, na qual você achou como melhor opção a Tracker LTZ. Estava basicamente certo de comprar o referido veículo até o mês de novembro. Ocorre que a Chevrolet comunicou que a versão 1.2 de motorização, somente será ofertada na versão Premier ( top de linha) e que a motorização 1.0 será ofertado em todas as versões, inclusive a LTZ e a Premier. Diante de tal mudança ( mudança de motorização), a minha dúvida agora é: ainda valeria a pena comprar a versão LTZ, AGORA COM A MOTORIZAÇÃO 1.0? Obrigado. Atenciosamente - pergunta enviada por Michel 

Michel obrigado por enviar sua pergunta e participar do Guru dos Carros

Em linhas gerais, creio que, mesmo com a troca do motor 1.2 pelo 1.0 turbo, o Chevrolet Tracker LTZ continua como uma pedida muito interessante no segmento. Seria interessante se a marca conseguisse reduzir o preço dessa versão ao público final, até pelo fato da motorização 1.0 enquadrar o Tracker LTZ em uma faixa menor de IPI (7%). Talvez os reflexos da pandemia nos caixas de todas as montadoras não deixe essa margem para a Chevrolet, porém não custa ficarmos na torcida...

Em julho deste ano, apenas como referência, o Tracker LTZ 1.2 Turbo era tabelado em R$ 107.240, porém encontrávamos o SUV no mercado por cerca de R$ 100 mil no catálogo em questão.   

Vale a pena destacarmos que os propulsores na gama Tracker atual são, essencialmente, os mesmos, variando apenas e tão somente o deslocamento entre eles. Seja no 1.0 ou no 1.2 você encontrará o mesmo sistema de sobrealimentação, os dois utilizam injeção indireta multiponto e também contam com comandos variáveis na admissão e escape, entre outras características técnicas.  

Ponto importante é que não temos uma diferença abrupta de desempenho entre o 1.0 e o 1.2 turbo, com a vantagem do consumo menor registrado pelo Tracker 1.0 Turbo. O propulsor em questão trabalha muito bem no SUV compacto e podemos dizer que ele é bastante adequado tanto ao uso na cidade como na estrada, mesmo com o veículo carregado. 

Se a Chevrolet trabalhar o preço do futuro Tracker LTZ 1.0 Turbo para algo na faixa dos R$ 100 mil (o que significa que ele poderá ser negociado nas concessionárias por um valor menor), teremos uma configuração extremamente competitiva. Entre seus itens de série, o Tracker LTZ atual destaca-se dos concorrentes ao sair de fábrica com recursos como o alerta de pontos cegos, bancos com revestimento especial, rodas de liga leve aro 17”, acendimento automático dos faróis, sensor de chuva, entre outros. 

Vamos aguardar a apresentação dos valores oficiais para o reposicionamento da gama Tracker 2021 a partir do mês que vem, mas, a princípio, creio que vale a pena sim apostar na configuração LTZ agora com motor 1.0 Turbo. 

Espero ter ajudado!

 

Pergunte para o Guru dos Carros!

Tem uma dúvida a respeito de um veículo que está interessado? Envie sua questão para o Guru!


Clique no botão abaixo e acesse o formulário.

Pergunte para o Guru