Qual seria um bom sedã automático usado na faixa de R$ 45.000?

Leitor deseja trocar seu atual HB20S 1.0 manual e pediu nossa análise
Leitor está em busca de um sedã automático

Leitor está em busca de um sedã automático | Imagem: Divulgação

Primeiramente gostaria de agradecer pelos diversos ensinamentos através das respostas das dúvidas dos leitores. Vocês realizam um trabalho extremamente necessário! Tenho esse HB20S 1.0 12V Comfort Plus Manual 2019, utilizado desde 0 km para trabalhar com aplicativos, que hoje está com 160.000 km rodados. Minha intenção é parar de trabalhar no ramo e gostaria de trocar em um carro mais barato para sobrar um pouco de dinheiro e investir numa nova profissão. Sinceramente, gostaria de continuar na linha dos sedans (porém mente aberta aos hatchs) e também queria experimentar um câmbio automático dessa vez. Nas pesquisas encontrei apenas o logan 1.6 2017 como boa opção. Seria ele a minha única opção? - pergunta enviada por Juan 

Juan obrigado por enviar sua pergunta e participar do Guru dos Carros

Creio que vale uma observação importante sobre o Renault Logan mencionado por você. O sedã é equipado com uma transmissão robotizada, a mesma que você também poderá encontrar em modelos com valores semelhantes, como é o caso do Fiat Grand Siena Dualogic, VW Voyage I-Motion, etc. 

Particularmente falando, apesar do preço mais convidativo desses automóveis, creio que os câmbios robotizados (ou automatizados, como preferir) ficam devendo em termos de suavidade nas trocas quando operam em modo Drive, por conta disso você deve fazer uma boa avaliação ao volante desses sedãs para verificar se você vai se adaptar com esse tipo de veículo.  

Considerando o valor de R$ 45.000 que você deseja gastar em seu próximo automóvel, um modelo que você deveria considerar em suas pesquisas é o Chevrolet Sonic Sedan. 

Dentro do teto de preço, você consegue encontrar com uma boa pesquisa unidades modelo 2014 do três volumes em sua configuração topo de linha LTZ. 

A grande vantagem do Chevrolet Sonic Sedan reside em seu competente conjunto mecânico, formado pelo motor 1.6 16V Ecotec flex com até 120 cv utilizando etanol e o câmbio automático de 6 marchas. 

Por ser uma caixa convencional com conversor de torque, o Sonic Sedan tem o comportamento típico de um automóvel automático, com trocas suaves e confortáveis. 

Infelizmente o Chevrolet Sonic teve uma curta vida no mercado brasileiro, em especial por conta da importação inicialmente da Coreia do Sul, o que acabou por diminuir sua competitividade comercial. Mesmo assim, considero o sedã um excelente produto. 

Uma alternativa de mesmo ano/modelo também com câmbio automático poderia ser outro sedã da Chevrolet, no caso o Cobalt, entretanto o motor 1.8 8V presente no modelo exagera no consumo de combustível, o que encarece o custo de propriedade. A favor dele, vale pontuar, reside o ótimo porta-malas. 

De qualquer forma, caso você tenha gostado do Renault Logan 2017 e considerou aceitável a operação do câmbio robotizado, ele pode figurar como uma alternativa com tempo de uso menor em relação ao Sonic. O mesmo pode ser dito do Fiat Grand Siena Dualogic, que traz uma notável calibração para sua caixa automatizada, porém, assim como o Logan Easy′R, ambos ainda não se comparam a um automático tradicional.  

Espero ter ajudado! 

Pergunte para o Guru dos Carros!

Tem uma dúvida a respeito de um veículo que está interessado? Envie sua questão para o Guru!


Clique no botão abaixo e acesse o formulário.

Pergunte para o Guru