Questão do momento: vale a pena comprar um Tracker PcD mesmo com a garantia menor?

Leitora está indecisa com relação ao SUV compacto recém-chegado ao mercado e quer nossa opinião
Chevrolet Tracker 2021

Chevrolet Tracker 2021 | Imagem: Divulgação

Boa noite!!! Recebi hoje a especificação de como será a Tracker PCD 2021. Para as vendas iniciais, haverá um "bônus" de alguns itens, além dela vir muito completa em equipamentos. Mas...qual não foi a minha surpresa quando vi a observação de garantia de 12 meses. Já tive um carro da Chevrolet, quando foi lançado o carro popular (eu tinha um Corsa EPI)....Fiquei em dúvida se essa garantia reduzida pode ser também desfavorável, com peças caras, assistência cara, e ser não ser uma boa relação de custo x benefício (mesmo com tantos equipamentos interessantes - piloto, câmera de ré e multimídia) adquirir a nova Tracker da Chevrolet PCD. Hoje tenho um Honda Fit EX, que nunca me deu trabalho algum, e meu sonho de consumo seria um SUV compacto da Toyota PCD (que parece que nunca chega....)...como meu processo de isenções iniciou nesse ano, creio que não conseguirei esperar o lançamento de um provável SUV da Toyota com todas as isenções (seria muito sonhar com isso???). Enfim, voltei à minha dúvida entre a Tracker e o T-Cross...Muito obrigada - pergunta enviada por Cristina 

Cristina, obrigado por enviar sua pergunta e participar do Guru dos Carros!

Ao longo do fim de semana passado eclodiram as primeiras informações sobre o novo Tracker 2021 e, com elas, toda a lista de versões e preços do SUV compacto.

O modelo estreia com um custo-benefício competitivo no segmento, porém, especificamente para o público PcD, uma questão polêmica envolve o prazo de garantia que será concedido ao Tracker 2021 em seu catálogo para a compra com isenção.

Enquanto as demais versões receberão cobertura de 3 anos, o que está em linha com o praticado no segmento, o Tracker 1.0 Turbo automático terá garantia de 1 ano.

Responder a sua pergunta, Cristina, nos pede uma análise bem mais aprofundada sobre tudo o que envolve a comercialização de um automóvel.

A questão do prazo de garantia para qualquer automóvel pode parecer algo simples, porém, para as montadoras, cada ano de cobertura oferecido em seus automóveis tem um custo significativo em suas operações. Logo, oferecer 1, 3 ou 5 anos de garantia é uma estratégia que exige um profundo planejamento dos times de engenharia, pós-vendas e financeiro das fabricantes. Estamos falando de algo que está longe de ser simples e cada marca adota seus parâmetros.

Quem já se aventurou no segmento de compra com isenção sabe muito bem como é difícil encontrar o modelo com as características que mais lhe agradam.

No caso dos SUVs compactos, modelos que naturalmente são mais caros do que hatches ou sedans de entrada, a escolha é ainda mais intrincada. É comum, por exemplo, alguns extremos em que um prosaico tampão do porta-malas é retirado do carro para economizar no preço final, isso sem falar em itens como rodas de liga leve, central multimídia, entre outros.

Tudo isso faz parte da verdadeira "ginástica" que as fabricantes precisam fazer caso queiram cumprir o teto de R$ 70.000 e criar uma versão de seus SUVs para o público PcD.

Esse preâmbulo nos serviu para dar condições de analisarmos a situação do “Tracker PcD” que chega agora ao mercado.

No complexo jogo de retirar com uma mão e colocar com a outra – tenha em mente que, como qualquer empresa, uma montadora não viabiliza a criação de determinado carro ou versão se não auferir lucro com o produto – a Chevrolet optou por um outro caminho para disponibilizar o Tracker ao público PcD com um pacote de itens tão completo.

Ao invés de “depená-lo”, como já estamos acostumados, a Chevrolet optou por rever sua estratégia de garantia para o catálogo em questão, ganhando um pouco de fôlego financeiro para incorporar ao “Tracker PcD” recursos como chave presencial, central multimídia, piloto automático, volante multifuncional, câmera de ré, rodas de liga leve, entre tantos outros que muitas vezes oneram pesadamente o consumidor final que vai colocar esses recursos como acessórios.

A “conta”, no caso do Tracker 1.0 Turbo automático para PcD, chegou na forma de um prazo de garantia menor justamente para compensar essa lista de equipamentos de série tão robusta.

Não acho que você precisa se preocupar com uma eventual perda na qualidade do carro, uma vez que, como notamos ao longo do texto, trata-se apenas de uma estratégia da marca para oferecer um produto mais completo com um preço competitivo. O motor, transmissão e demais componentes do Tracker para a compra com isenção são os mesmos que também são aplicados nas demais versões e contam com três anos de garantia. O mesmo vale para o custo de peças e revisões.

Basta termos em mente que a Chevrolet está oferecendo inicialmente ao público PcD o Tracker com o mesmo nível de equipamentos que aos consumidores em geral custa R$ 89.900, no caso a versão LT. O Tracker 1.0 Turbo automático para a compra com isenção terá preço tabelado em R$ 70.000 (R$ 56.870 após o abatimento de IPI e ICMS) e, como já explicamos, a Chevrolet precisava de meios para compensar essa enorme diferença.

Claro que, como consumidores, todos gostariam que o Tracker para PcD chegasse ao mercado com esse invejável pacote de equipamentos e os 3 anos de garantia, mas é necessário olharmos também para os custos envolvidos para as fabricantes nesse contexto.

Basta citar, por exemplo, que um dos rivais diretos para o novo Tracker, no caso o Hyundai Creta, conta com cobertura de 5 anos, porém não traz praticamente nenhum equipamento de conforto ou conectividade significativos como itens de série. O Creta Attitude 1.6 automático não conta sequer com rádio e obriga que seu comprador gaste muito com acessórios caso queira deixá-lo mais amigável para o uso cotidiano.

Mesmo com um prazo de garantia menor – tenha em mente também que no caso de problemas que envolvam segurança do veículo a fabricante é obrigada a convocar um recall –, o SUV compacto traz uma lista de itens série até então nunca vista em um modelo destinado à compra com isenção, além de um conjunto mecânico eficiente e um projeto que valoriza a segurança dos ocupantes. Logo, creio que o Tracker 1.0 Turbo automático para PcD desponta como uma excelente compra no momento.

Pergunte para o Guru dos Carros!

Tem uma dúvida a respeito de um veículo que está interessado? Envie sua questão para o Guru!


Clique no botão abaixo e acesse o formulário.

Pergunte para o Guru